quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Os grilhões que travam Araruna













É inequívoco que Araruna cresceu a olhos vistos nos últimos anos, principalmente no setor imobiliário, fruto de algo impensável há anos atrás; a ação da iniciativa privada, em ritmo maior que o poder público, tanto é que o desnível é evidente na questão da infraestrutura, lamentavelmente esse crescimento não obedece a uma lógica, ou seja, não é planejado. Evidente que isso gera outro problema que vai ao encontro daquele velho jargão da economia, a lei da oferta e da procura.
        Caso você observe vai contabilizar rapidamente mais de uma centena de pontos comerciais, a maioria sem uso, o pequeno comércio já demonstra saturação, pois a economia e a própria renda per capita do ararunense não acompanha o ritmo de surgimento desse tipo de negócio. Trata-se de um crescimento nessa área irreal e com probabilidade de elevação dos problemas posteriormente.
        A relação mão de obra ativa versus oportunidade de emprego é bastante deficitária, e não há uma tendência de melhora a curto ou médio prazo; a prática política vigente mais atrapalha do que ajuda e trava possibilidades de novas oportunidades para o nosso município.
        É chegada a hora de um esforço conjunto para criação de uma identidade econômica para Araruna e o que o município passe a produzir bens, a exemplo de outras cidades que assim fizeram e alavancaram a sua economia, para isso temos pessoas empreendedoras, a participação da agência do SEBRAE e a vontade de uma juventude ávida por produzir. Mesmo que poder público não acompanhe esse ritmo, é chegada a hora de Araruna pensar grande, pensa coletivamente e de forma unida, todos juntos pelo futuro dessa cidade. Afinal quem não se prepara e não se aprimora, deixa o futuro bem mais distante.

COLUNISTA: AVAILDO
 
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Fernando Lúcio: E-mail: donainesonline@hotmail.com. Tecnologia do Blogger.