sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Reviravolta: exame nega que menor de 12 anos estuprada em Dona Inês esteja grávida

O caso da menor de 12 anos  de idade, supostamente estuprada pelo primo na cidade de Dona Inês, no Curimataú paraibano, teve uma reviravolta no início desta semana, depois que outro exame, feito na capital, constatou que a menina não está grávida.
A informação só veio à tona na manhã desta quinta-feira (19), quando a menor foi levada por parentes ao Hospital Candida vargas, em João Pessoa, para dar início ao seu Pré-natal.
De acordo com o pai da menor, diante do resultado do exame, a médica disse que a sua filha nunca teve nenhum sinal de gravidez. Ele disse ainda que o resultado do novo exame deixou todos abismados, e que toda essa situação está fazendo a sua família sofrer muito.
A nossa equipe também foi até o Hospital Benjamim Gomes Maranhão, de Dona Inês, para conversar com a direção. Em entrevista ao repórter Juka Martins, a Secretária de Saúde do município, Tarciana Lucena Nunes, disse que o que aconteceu é normal nos dias atuais, pois o exame Beta HCG e nenhum outro, garante em 100% o resultado, seja ele positivo ou negativo.
A informação dando conta que a menina estava grávida veio à tona no dia 30 de agosto, deste ano, quando a mesma passou mal e foi levada ao hospital da cidade para se submeter a exame médico. Na oportunidade, ela fez um exame de sangue, o Beta HCG, que constatou que a menor estava grávida.
O acusado foi ouvido pela polícia judiciária e liberado, pois o mesmo reside e trabalha em São Paulo, mas poderá ser intimado novamente se for necessário.
Clique aqui e entenda o caso.
Reportagem: Juka Martins, com Imagens de Edu Chaves

por Juka Martins

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Fernando Lúcio: E-mail: donainesonline@hotmail.com. Tecnologia do Blogger.