quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Dinheiro que Dilma deu para ditadores daria para construir 35 mil poços artezianos movidos a energia solar


seca-nordestina
Uma das criticas que Dilma está recebendo é em relação ao fato de estar enviando dinheiro para ditadores ao mesmo tempo que perdoa suas dividas com o nosso país.
Veja os números:
Para o Senegal enviou (R$ 200 milhões), Gana (R$200 milhões), Cuba (R$450 milhões), Zimbábue (R$215 milhões).
Ao mesmo tempo Dilma perdoou R$27 milhões do Guiné Equatorial, R$88 milhões Sudão, R$800 milhões do Congo e R$60 milhões do Gabão.
O detalhe é que todos estes países são ditaduras e este dinheiro certamente  será utilizado para sustentar as ditaduras.

robert-mugabe-may
Mugabe, ditador do Zimbábue
No Zimbábue as entidades de direitos humanos apontam para o histórico de corrupção do governo Mugabe, há 33 anos no poder, e o perigo de o crédito brasileiro dar sustentação a um regime cujas eleições recentes foram contestadas.
Além disso, a agricultura familiar do Zimbábue está no centro da polêmica e violenta reforma agrária que Mugabe iniciou no ano 2000.
Ele confiscou sem indenização as terras de agricultores brancos, que historicamente tinham uma concentração desproporcional da propriedade fundiária.
Grande parte foi repassada a aliados políticos sem experiência no campo.
O processo teve vários episódios de violência contra fazendeiros. E o resultado foi uma queda significativa nas safras do país, que passou a importar alimentos e depender de ajuda externa.
Um dos principais problemas foi que, sem títulos de propriedade da terra, os agricultores não conseguiam acesso a crédito para comprar equipamentos agrícolas.
teodorin_obiang2
Teodorín, filho mais velho e virtual sucessor do ditador do Guiné Equatorial
No Guiné Equatorial, Teodorín, filho mais velho e virtual sucessor do ditador, gastou pelos menos R$50 milhões numa única noitada de compras na Christie’s, em Paris. Foi durante o leilão da extraordinária coleção de arte de Yves Saint Laurent e Pierre Bergé, em 2009 – informou o Departamento Antilavagem do Ministério das Finanças da França em relatório aos juízes parisienses Roger Le Loire e René Grouman.
Parte dos lotes que Teodorín arrematou incluía obras de Rodin, Degas e Monet. Elas foram apreendidas pela Justiça no final do ano passado. A polícia levou, também, peças de mobiliário avaliadas em R$ 117 milhões (US$ 52 milhões) e uma coleção de carros (sete Ferrari mais alguns Bentley, Bugatti Veyron, Porsche Carrera, Maybach Mercedes, Aston Martin, Maserati e Rolls-Royce).
O “tesouro”, como ficou registrado no boletim de ocorrência, estava em uma das residências do herdeiro Obiang em Paris – a mansão número 42 da avenida Foch (distrito 16), com 101 ambientes distribuídos em seis andares. Alguns dos veículos foram leiloados no mês passado.
Com movimentos limitados também está Omar al-Bashir, 69 anos de idade, dos quais 24 no governo do Sudão. Ele foi condenado pelo Tribunal Penal Internacional, das Nações Unidas, por genocídio. Recorreu, mas a sentença foi confirmada no ano passado.
Bashir suprimiu os partidos políticos, censurou a imprensa e dissolveu o Parlamento. Autonomeou-se líder do Conselho Revolucionário para a Salvação Nacional, e também chefe de Estado, primeiro-ministro e chefe das Forças Armadas. É o ditador de um país cuja superfície é pobre, mas cujo subsolo tem promissoras reservas de petróleo.
O Sudão tem uma dívida de R$ 98 milhões (US$ 43,5 milhões) com o Brasil. O governo informou ao Senado que pretende perdoar 90% do total – ou seja, uma anistia de R$ 88,2 milhões (US$ 39,2 milhões).
Para Bashir, isso equivale a uma dádiva financeira e política. Ele é o primeiro presidente da República no exercício da função a se tornar o alvo de um mandado internacional de prisão por genocídio.
Já no Gabão, quando Ali Bongo assumiu a presidência, quatro anos atrás, a Embaixada dos EUA em Libreville reportou a Washington um roubo de R$ 84 milhões (€ 28 milhões) no Banco Central regional, que atende a oito países da África Central.
Os diplomatas americanos registraram em documento – disponível nos arquivos do WikiLeaks – a versão corrente na época: o ditador gabonês Omar e seu herdeiro Ali foram os beneficiários, e usaram parte dos recursos para financiar partidos políticos franceses, apoiando inclusive o então presidente da França, Nicolas Sarkozy.
A quantia roubada era equivalente a 5% do capital do banco. E dez vezes maior que o valor do perdão da dívida do Gabão com o Brasil proposto pela presidente Dilma Rousseff ao Senado.

Outros artigos interessantes

Fazendo as contas somente do que a Dilma deu para estes governos ditatoriais daria o equivalente a 1 bilhão e 65 milhões. Isso se ignorarmos as dividas que foram perdoadas.
Nesta sexta-feira (20) um poço artesanal movido a energia solar foi inaugurado no Sítio Juá, localizado no município de São João do Sabugi. O Comando Militar do Nordeste tem a meta de instalar 200 poços artesianos na região nordestina.
exercito4
O poço do Sítio Juá será o primeiro dos poços que estão sendo construídos no Nordeste a utilizar a energia solar em caráter experimental. A obra beneficiará 32 famílias da comunidade rural. Antes da nova forma de abastecimento, os moradores precisavam buscar uma água de qualidade ruim nas proximidades ou aguardar a chegada dos carros-pipa trazidos pelo Exércio Brasileiro. O poço tem 60 metros de profundidade e uma vazão de 1.000 litros de água por hora.
A perfuração e instalação de cada poço artesiano custa entre R$ 10 mil e R$ 30 mil, fora os custos adicionais para a construção da “edícula”, que consiste na última fase da obra, onde uma estrutura é construída para abrigar o poço.
Neste valor de R$ 30 mil daria para fazer 35 mil poços artesianos movidos a energia solar utilizando o 1 bilhão e 65 milhões que a Dilma deu para governos ditatoriais.

Criador e Articulista do Liberdade Econômica
Visite meu site: http://jeffersonulisses.com/
Se quiser entrar em contato para perguntas ou sugestões basta usar este e-mail: contato@liberdadeeconomica.com
liberdadeeconomica.com
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Fernando Lúcio: E-mail: donainesonline@hotmail.com. Tecnologia do Blogger.