terça-feira, 3 de setembro de 2013

Ministério Público Federal da PB identifica 34 funcionários de prefeitura recebendo Bolsa Família

O Ministério Público Federal (MPF) da Paraíba identificou que 34 servidores da Prefeitura Municipal de Marizópolis, no Sertão do estado, estariam recebendo irregularmente dinheiro pelo programa assistencial federal Bolsa Família. Segundo o inquérito instaurado pelo procurador federal Flávio Pereira da Costa Matias, foi recomendada a imediata suspensão de pagamento do benefício. A procuradoria investiga a possibilidade de crime de estelionato.
bolsa familiaO prazo de cinco dias, concedido pelo MPF à prefeitura para acatar a recomendação, encerrou-se no último dia 25 de agosto. O G1 ligou para a residência do prefeito José Vieira, sendo informado que o gestor estava em reunião e depois poderia retornar a ligação. Até as 10h, não houve resposta por parte da prefeitura de Marizópolis. Segundo a Lei nº 10.836/2004, o Programa Bolsa Família atende a famílias em situação de pobreza e extrema pobreza, caracterizadas pela renda familiar mensal per capita de até R$ 140 e R$ 70, respectivamente. Os benefícios pagos mensalmente variam de R$ 32 a R$ 306 por pessoa, limitados a duas bolsas por família. Em audiência realizada na sede da Procuradoria da República em Sousa, também no Sertão paraibano, o gestor do Bolsa Família de Marizópolis negou os fatos relatados, afirma a procuradoria no documento.
A partir do cruzamento de dados, foi constatado que 34 servidores estariam recebendo a bolsa. “Foi realizado cruzamento da relação de beneficiários do Bolsa Família no mês de agosto de 2013 no município de Marizópolis com a lista de servidores municipais conforme arquivo presente no CD anexo, utilizando-se do nome e da data de nascimento do servidor, e que foram identificados 34 agentes públicos municipais de Marizópolis vêm percebendo o Bolsa Família em tese indevidamente, eis que a condição de servidor público afasta a situação de pobreza e extrema pobreza”, afirma o inquérito.
De acordo com o MPF, há ainda denúncias de pessoas recebendo o benefício em nome de terceiros. “Ordinariamente têm comparecido à Procuradoria da República no município de Sousa pessoas oriundas do município de Marizópolis relatando atender aos requisitos exigidos para o recebimento do Bolsa Família, mas estarem recebendo o benefício em nome de outras pessoas”, assinalou o procurador.

Redação com G1PB
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Fernando Lúcio: E-mail: donainesonline@hotmail.com. Tecnologia do Blogger.