sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Lucas Porpino insinua que “Paulinos e Toscanos” constituem um único grupo. Léa admite aproximação com Raniery

O Vereador guarabirense Lucas Porpino (DEM), usando a tribuna da Casa Osório de Aquino proferiu um discurso crítico contra as forças políticas que há cerca de trinta anos polarizam as disputas eleitorais na capital do Brejo, ou seja, as famílias “Paulino” e “Toscano”.
Num tom desafiador, o parlamentar alegou que as atitudes do Prefeito Zenóbio Toscano e do ex-governador Roberto Paulino são muito parecidas, inclusive, utilizando os mesmos termos a se referir a sua pessoa. “Estou cada vez mais convencido que nós não temos dois grupos políticos em Guarabira, temos um grupo político”.
Ouça o pronunciamento do Vereador
A insinuação de Lucas reacendeu a discussão em torno de um comentado “acordo branco” que existiria entre as duas famílias para alternância no poder.
Em entrevista concedida a Rádio Rural, a Deputada Léa Toscano declarou que, na Assembleia Legislativa, se relaciona muito bem com o Deputado Raniery Paulino. Num determinado momento, a parlamentar afirmou ter dito a Raniery que deixasse de “picuinha” porque, segundo ela, quem não vota em um vota no outro.
Ouça entrevista da Deputada
Numa rápida retrospectiva das últimas disputas pela Prefeitura de Guarabira, observa-se que a chefia do executivo, em Guarabira, passou por Léa Toscano (8 anos), Fátima Paulino (8 anos) e agora Zenóbio Toscano é o atual gestor, sendo que já se discute a possibilidade de Roberto Paulino o encarar na disputa de 2016. Nomes como Bete Meireles, que foi apoiado pelo grupo toscano, e Josa da Padaria, que disputou com o aval dos paulinos, não conseguiram lograr êxito.
Paulinos e Toscanos
Raniery Paulino e Kamila Toscano, filhos dos casais, são apontados como os “herdeiros do poder”.


Da Redação | Nordeste1 -
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Fernando Lúcio: E-mail: donainesonline@hotmail.com. Tecnologia do Blogger.