quinta-feira, 6 de março de 2014

Uma Fetag para todos fortalecendo os Sindicatos,Chapa 2 apoiada pela maioria dos sindicatos do estado




FETAG PB tem Chapa 2 apoiada pela maioria dos sindicatos do estado
Nelson Anacleto, tesoureiro do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Lagoa Seca é candidato à presidência. Eleição acontecerá dia 27 de março na sede da Fetag em João Pessoa.
download (2)Duas chapas se inscreveram para concorrer às eleições para presidência da Federação de Trabalhadores na Agricultura da Paraíba (Fetag), que tem como oposição a chapa 2 de Nelson Anacleto, tesoureiro do STR da cidade de Lagoa Seca. Durante 27 anos a Fetag da Paraíba permaneceu inerte as políticas de desenvolvimento direcionadas ao homem do campo. Com o objetivo de mudar esse cenário, a Chapa 2 tem como lema “Por uma Fetag para todos, fortalecendo os sindicatos ”.
Durante meses os membros da Chapa 2 realizaram análises e o acompanhamento da situação dos trabalhadores rurais e seus sindicatos. Foi constatado um estado de abandono com a ausência da devida assistência, incentivo e estímulo aos projetos de desenvolvimento por parte da atual gestão da Fetag, que já se arrasta por mais de duas décadas sem oferecer as mínimas condições aos trabalhadores rurais.
É grave a situação da agricultura no estado como afirma a agricultora Maria Aparecida, “A federação só aparece a cada quatro anos quando tem eleição e simplesmente a única relação que tem é uma relação de cobrança. A Fetag cobra os percentuais da sua contribuição como sindicato filiado e não traz nenhum retorno e pouco esta se lixando com as problemáticas e os desafios que a gente enfrenta nos sindicatos rurais.”
A nova Fetag implementará um modelo de gestão descentralizada por microrregião, através da constituição de Pólos Sindicais que fortalecerá os sindicatos. É o que afirma Nelson Anacleto, candidato à presidência da entidade: “Para fortalecer o movimento sindical rural é preciso, antes de tudo, quebrar o isolamento entre os Sindicatos e construir uma Federação que esteja presente no dia a dia da vida dos trabalhadores.”
De acordo com o candidato “É preciso implementar um novo estilo de gestão capaz de democratizar e descentralizar o poder para que a Federação se aproxime verdadeiramente das demandas de sua base. Iremos consolidar o Projeto Alternativo de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário (PADRSS). Como também investiremos na agricultura familiar e nos programas de intercâmbio de experiência e de capacitação permanente dos Dirigentes. A nova Fetag assumirá um papel ativo e decisivo na proposição, negociação, execução e controle das políticas públicas para o mundo rural.Queremos zelar pelo patrimônio que foi construído com a luta dos sindicatos e seus filiados. Melhorar a sede para que ela seja para todos e não para poucos.”
As propostas de mudança e crescimento são os principais elementos que compõem o projeto da Chapa 2. Esse novo projeto político traz para a Fetag e aos agricultores do estado a urgência das mudanças em torno dos planos de ações nos setores que envolvem o acesso aos programas do governo federal, especialmente, o “Minha Casa Minha Vida rural”.
Segundo Nelson Anacleto, dentre as principais diferenças entre a antiga gestão e o projeto da Chapa 2 está, “A implementação do sistema democrático que dá voz e vez ao sindicalista e ao agricultor, através do acesso a plataforma de projetos para o setor com conversas e debates para dá visibilidade a autonomia dos sindicatos, construindo o fortalecimento das suas ações a nível local.”
A maioria dos Sindicatos, federações, entidades dos movimentos sociais e lideranças rurais da Paraíba, juntamente com a Central Única dos Trabalhadores (CUT), estão apoiando a Chapa 2 de Nelson Anacleto para a presidência da Fetag-PB.
A escolha da nova diretoria e conselho fiscal da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado da Paraíba (Fetag-PB) acontecerá no dia 27 de março, das 8h às 17h, na sede da entidade, localizada na Rua Rodrigues de Aquino, 722, Jaguaribe, João Pessoa.
Saiba mais
No último dia 24, a chapa 2 entrou com um pedido de impugnação contra a chapa 1, do atual presidente da Fetag, Liberalino Ferreira Lucena, cujo motivo foi o descumprimento do estatuto da entidade, visto que o mesmo se encontra inelegível.
No artigo 11 inciso II: “Entende-se como delegados votantes quer nas assembleias gerais, quer nas eleições para diretoria da Fetag PB, três membros da diretoria de cada sindicato. Já o artigo 46 diz: “Para requerimento de chapa os interessados a concorrer as eleições, terão que apresentar ficha de qualificação de cada candidato, comprovando inclusive, que os sindicado do qual é dirigente esteja filiado a Fetag PB.”
O candidato a presidente da chapa 1 é filiado ao sindicato de Patos com a inscrição 038 e o mesmo esta em atraso com suas contribuições sociais desde 2010. A diretoria do sindicato de Patos empossada no dia 15 de outubro de 2013 não consta o nome de Liberalino Ferreira Lucena como delegado, muito menos como diretor. Portanto, o mesmo não pode concorrer as eleições da Federação dos Trabalhadores na Agricultura.
Diante das circunstâncias, Paulo, do Sindicato de Barra de Santana e candidato à tesoureiro da Chapa 2 afirma, “Obedecendo o estatuto ele esta inelegível. Pois as mesmas obrigações estatutárias impostas aos candidatos da Chapa 2 também vale para Chapa 1.”
Central Única dos Trabalhadores
Emmanuela Nunes- Assessora de Comunicação
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Fernando Lúcio: E-mail: donainesonline@hotmail.com. Tecnologia do Blogger.