quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Sete açudes estão secos na PB; situação de emergência é mantida em 170 cidades


Decreto do governo que prorroga o estado de emergência nas cidades foi publicado na edição desta quarta-feira (30) do Diário Oficial

Devido à longa estiagem que afeta o Nordeste, o governo da Paraíba decidiu manter a situação de emergência em 170 municípios do estado por mais seis meses. Até a primeira quinzena de outubro, cinco reservatórios estavam completamente secos. De acordo com levantamento da Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa), o número já chegou a sete.
O decreto do governo que prorroga o estado de emergência nas cidades foi publicado na edição desta quarta-feira (30) do Diário Oficial. Antes, o prazo terminaria no próximo dia 3 de novembro.
Dessa forma, o Executivo pode conseguir crédito extraordinário para resolver os problemas e também é possível adquirir bens ou serviços sem a necessidade de licitação, desde que voltados exclusivamente aos prejuízos causados pela seca.
O governador Ricardo Coutinho diz que a seca registrada em 2013 é a maior dos últimos 80 anos e o problema tem causado graves danos à saúde e prejuízos econômicos na agricultura e pecuária da Paraíba.
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), aponta que mais de 407 mil bovinos foram perdidos e boa parte desse prejuízo foi causada pela estiagem.
Açudes
A Companhia de Água e Esgoto da Paraíba (Cagepa) revela que dos 121 reservatórios, 56 têm menos de 20% da capacidade total. De acordo com a Companhia, oito cidades e quatro distritos já estão completamente sem água. Outros 20 municípios e sete distritos passam por racionamento.
Veja abaixo a relação de cidades cujos açudes estão completamente secos na Paraíba, conforme levantamento feito pela Aesa. (Cidade: capacidade do reservatório):
Santa Luzia:11.960.250 metros cúbicos de capacidade
São José do Sabugi: 554.100 metros cúbicos de capacidade
Várzea: 1.132.975 metros cúbicos de capacidade
Picuí: 2.709.260 metros cúbicos de capacidade
São João do Rio do Peixe: 2.764.100 metros cúbicos de capacidade
Teixeira: há dois açudes com capacidades de 1.271.560 e 4.920.720, ambos estão totalmente secos
Reservatórios praticamente secos
Emas: 4.230 metros cúbicos, o que representa 0,2% da capacidade de 2.013.750 metros cúbicos
Ouro Velho: 2.500 metros cúbicos, o que representa 0,2% da capacidade total de 1.675.800 metros cúbicos
Monteiro (Serrote): 16.250 metros cúbicos, o que representa 0,3% da capacidade total de 5.709.000.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Fernando Lúcio: E-mail: donainesonline@hotmail.com. Tecnologia do Blogger.