segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

A força de Aguinaldo em Brasília e a necessidade dos Vital do Rego em bajulá-lo


aguinaldoevitalQuem ensinou foi Maquiavel e há muito tempo. Se um país for mais fraco que o seu, declare guerra. Se for mais forte, declare paz. Diante da consciência da força do ministro Aguinaldo Ribeiro (PP) na costura política nacional para composição das forças que deverão disputar o governo da Paraíba nas eleições de 2014,o grupo Vital do Rego decidiu se esforçar para declarar paz ao grupo contra o qual, há menos de um ano, agiu na surdina para derrubar, seja com notas plantadas contra a ascensão de Aguinaldo ao Ministério das Cidades, seja com artimanhas jurídicas para inviabilizar a candidatura de Daniella Ribeiro à prefeitura de Campina Grande.
É voluptuoso ver a encenação dos Vital do Rego bajulando Aguinaldo Ribeiro, enaltecendo-o e até defendendo-o como candidato ao governo. Aliás, como deve ser difícil para os dois irmãos fazerem isso com quem não suportam ouvir a voz. É motivo de, paradoxalmente, asco e prazer por parte da família do ministro, que sofreu por muitos anos com a ação sorrateira dos Vital.
Uma bajulação que tende a ser acentuada após o mais recente encontro de Aguinaldo com Dilma. Vital sabe que pra tratar sobre a Paraíba Aguinaldo vai sozinho. Sem precisar de Michel Temer.
Da reunião, a convicção de que a presidente não estará disposta a mexer mundos e fundos para fazer de Veneziano do PMDB candidatoVENE E AGUINALDO RIBEIRO único e exclusivo do seu projeto na Paraíba, arrastando a força o PT para os braços do Cabeludo. E mais: de que essa prerrogativa está mais nas mãos de Aguinaldo do que de Vitalzinho, um senador do PMDB que deseja o apoio do PT e o cargo de ministro da Integração Nacional pela força e não pelo convencimento.
Obrigados estrategicamente a bajular Aguinaldo Ribeiro, já mandaram diversos recados. Consideram-no lindo, política e eleitoralmente forte, trabalhador, eficiente e, em bem pouco tempo, não se surpreenda se passarem a dizer que Daniella Ribeiro deveria ter sido eleita prefeita de Campina Grande. Querem ter Aguinaldo e o Blocão para si. Nem que seja no segundo turno. Porque sabem que não se ganha eleição sem integração, nacional ou local. Experiente, Aguinaldo Ribeiro parece saber que a mão que afaga é a mesma que apedreja. E quem engole corda é cacimbão. Não ministro das Cidades.

por Luís Tôrres

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Fernando Lúcio: E-mail: donainesonline@hotmail.com. Tecnologia do Blogger.